03 agosto 2011

Tem pão velho?

Oi oi, tudo bem? Tem pão velho é uma expressão que sempre escutei... Quando criança pensava, que nojo comer pão velho! Quem ofereceria algo assim? Pois cresci, esse pensamento mudou, mas mesmo assim nunca fiquei sabendo do real significado dessa frase.

Até que uns dias atrás estava escutando o Momento de Fé e o Padre Marcelo contou a história do Tem Pão Velho? E depois de escutar entendi perfeitamente a mensagem. Então se você não sabe sobre o que é a história, confira o texto abaixo e vamos refletir juntos!

Tem Pão Velho? Era um fim de tarde de sábado. Eu estava molhando o jardim da minha casa, quando fui interpelada por um garotinho com pouco mais de 9 anos, dizendo:
- Dona, tem pão velho?
Essa coisa de pedir pão velho sempre me incomodou Desde criança. Olhei para aquele menino tão nostálgico e perguntei: Onde Você mora?
- Depois do zoológico.
- Bem longe, hein? - É... mas eu tenho que pedir as coisas para comer.
- Você está na escola?
- Não. Minha mãe não pode comprar material.
- Seu pai mora com vocês?
- Ele sumiu.
E o papo prosseguiu, até que disse: - Vou buscar o pão. Serve pão novo?
– Não precisa, não. A senhora já conversou comigo, isso é suficiente. Esta resposta caiu em mim como um raio. Tive a sensação de ter absorvido toda a solidão e a falta de amor daquela criança, daquele menino de apenas 9 anos, já sem sonhos, sem brinquedos, sem comida, sem escola e tão necessitado de um papo, de uma conversa amiga. 
Quantas vezes estamos chateados e ao conversar com uma pessoa somos preenchidos com um bom sentimento. Muitas vezes nos sentimos confortáveis, aliviados, amados.
Nos dias de hoje, a correria faz com que de maneira indireta nos afastamos um pouco das pessoas e muitas vezes temos uma vida boa, mas uma sensação que falta algo, um sentimento que fica insistindo em aparecer.
Assim como nós necessitamos de atenção, carinho... Uma boa conversa... Outras pessoas podem estar precisando disso e elas podem vir até nós e pedir se temos pão velho.

Foto que tirei em Floripa no carnaval

Podemos estar mega ocupados, mas se a gente der 5 ou 10 minutos de atenção para aquela pessoa, podemos deixar ela feliz e fazer a diferença na vida dessa pessoa. Então quem sabe quando você receber aquela ligação ou a janelinha do MSN piscar... Evite dizer: - Fale, diga! Isso desanima ainda mais.
Seja carinhoso por mais irritado,cansado e/ou impaciente que você esteja, não é só a outra pessoa que tem a ganhar. Somos sem dúvida, todos nós. E você tem pão velho pra mim? :)
Postado por Duda - @cha_para_dois às 10:40

6 comentários:

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Inspirada amiga!
Acabei de escrever sobre amizades no blog... E falei exatamente isso, nos momentos difíceis o que mais precisamos é de um ombro amigo! E palavras não custam nada mas mudam um dia, assim como nos chateia a falta delas...

Eu tenho muito mais que pão velho pra te dar :D
KS hoho

=**

Endry disse...

Gostei bastante da história!
Realmente um minuto de atenção vale muito, principalmente nos dias de hoje, já que estamos tão envolvidos em outras coisas...

beijinhos, ótima quinta! :*

Amanda disse...

Que post lindo, Duda. Engraçado que ontem eu fui conversar com uma menina que nem é tão próxima, e do nada ela pediu pra desabafar, então eu ouvi tudo e conversamos. Percebi o tanto que aquela conversa fez bem pra ela, mas mais ainda pra mim! E saber que eu ajudei ela de alguma forma, que ela se sentia mais acolhida e confiante depois da nossa conversa, foi tudo pra mim. No fundo o pão velho não fica só com quem pede. :)

Carol disse...

Não tenho pão velho, mas fiz uns bolinhos para testar minhas forminhas de cupcake, serve? =D

Eu já ouvi muito essa expressão mas, até ler seu post, não sabia o que ela significava.

É muito bom ter quem nos escute, é melhor ainda poder ouvir alguem, compartilhar dos seus pensamentos, sentimentos, fazer a diferença.

Mesmo à distancia, acredito que é possivel sermos presentes. Na blogosfera mesmo, tem pessoas que fazem a diferença nos meus dias...

Adorei o post. Nos alerta para algo que anda em extinção mais do que os pandas: a arte de se importar com o outro, a arte de ouvir, a deliciosa prática do diálogo despretencioso e gostoso.

Ah, AMEI a foto! Super linda!

Beijos Duda! Vou ali ler os outros posts que andei perdendo!

Dani disse...

Nossa Duda q texto lindo amiga...Amei!!!É isso mesmo,a vida pode ser diferente se conseguirmos fazer um pouquinho pelo próximo; só o fato de dar um abraço ou um sorriso, já ajuda a melhorar o dia de cada um!! Imagine um pouquinho de atenção. E vamos combinar? Não nos custa nada né? e ainda nos sentimos com a sensação boa e a certeza de ter ajudado!! todos nos temos carência de atenção,então enquanto ajudamos somos ajudados tbm. E isso amore, espero q tenha conseguido passar meu pensamento de uma forma q ajude na reflexão de que :
"Um minuto do seu tempo, pode fazer a diferença de uma vida!!"

Bjoks e parabéns!! Como sempre um post mais lindo q o outro!!!

Mia disse...

Que lindo!
Não conhecia essa história. Adorei conhecer e aprender com ela.

Postar um comentário