01 setembro 2011

Mensagem

Olá Setembro! Já? :O

Quando era criança o tempo demorava muito para passar, conforme fui crescendo o tempo foi passando mais rápido e diziam... Depois dos 18 o tempo voa!
E olha, estou com 23 e parece que ontem estava ansiosa para completar 18, aí aí. Mas quanto mais coisas temos para fazer, mais a sensação de tempo voando temos. #fato

Mas não é sobre isso o post de hoje.
Para quem não sabe, sou católica, e diariamente recebo mensagens do site do Padre Marcelo Rossi... Semana passada recebi a seguinte mensagem, que me fez pensar:
Jogue fora todos os números não essenciais para tua sobrevivência.
Isto inclui: idade, peso e altura e tamanho de pé.
Conviva, de preferência, com amigos alegres.
Os pessimistas não são convenientes para você.
Teu melhor capital, a saúde.
Aproveite-a se é boa, não a desperdice; se não é, não a estrague mais.
Diz aos que ama, que realmente os ama (
Ágape ) e faça isso em todas as oportunidades que tiver. Hei!!! Te amo em nome de Jesus Ágape.
E lembre sempre que a vida não se mede pelo número de vezes que você respira, mas pelos momentos que teu coração palpitou forte: de muito rir... de surpresa... de êxtase... de felicidade... E sobretudo Ágape, amar sem limites. 

Não é novidade que as revistas de moda e beleza ditam regras e muitas vezes nos sentimos desconfortáveis por ser do jeito que somos. É o cabelo, a altura... medidas em geral acabam com nossa auto-estima. Nessas mesmas revistas eles nos "ensinam" a melhorar nossa auto-estima... é hilário!
Eu já sofri muito por essas regras, mas depois que aprendi a me aceitar, fiquei mais feliz! Muito mais! Acho importante ter vaidade, nos cuidar... mas sem exageros! E cuidar da alimentação pela questão de saúde... Qualidade de vida é tudo! :)

Outro ponto que me fez pensar, é a maneira que nos declaramos as pessoas. Eu não concordo em dizer eu te amo todo o momento, falar da boca pra fora não é comigo! Muitas vezes atitudes falam eu te amo, mas ouvir é necessário... é bom para o coração, para a alma... Alegra o nosso dia! Se sentir amado é maravilhoso.
E acho importante dizer pelo menos as vezes o quanto tal pessoa é importante para nós. Infelizmente não saberemos o dia de partir e eu ficaria muito triste se perdesse alguém sem ter dito recentemente o quanto eu a amo.

A correria do dia a dia faz com que nossa vida seja simplificada, ela exige isso para ganharmos tempo. E sem querer deixamos os sentimentos de lado. Até que ponto vale a pena deixar para amanhã?
Postado por Duda - @cha_para_dois às 10:38

9 comentários:

Anelisa disse...

Adorei o post! É preciso econtrar o difícil equilíbrio entre a auta estima e a paranoía com todos esses números

ϟ Cynthia Brito disse...

Oi Duda!!
Eu adorei o CHÁ PARA DOIS! Espero que sempre sobre um pra mim, pois já estou seguindo aqui e voltarei mais vezes, com certeza! Gostei dos temas que você trata aqui! Este, por exemplo, também me faz pensar um pouco... Será que a gente ama todos a quem dizemos amar? E será mesmo que vale à pena seguir o padrão de beleza exigido pela sociedade?
Bom, na minha concepção, o ser é belo se for feliz. Quem disse que a beleza não tem a ver com a felicidade?
Tem sim. Mas uma não recrimina a outra. São passos dados ao mesmo instante, toda hora. Sempre!

Deixo um beijo enorme e um mês maravilhoso, com muitas flores e um chazinho quentinho pra aquecer o coração! Fica com Deus!

Fabíola disse...

Eu sempre digo que na hora de nos despedirmos de alguém, temos que demonstrar nosso sentimento, porque a gente não sabe o que pode nos acontecer...Nã falo que eu amo para qualquer um, mas falo sempre que posso pras pessoas que merecem.

Angélica disse...

Que lindo texto Dudinha! Me identifiquei e precisava muito ler algo parecido. ^^

Eu estou em uma fase onde estou tentando me aceitar como sou também, lógico que tenho a minha vaidade, e tem uma coisinha aqui e outra lá que me incomoda, mas estou aprendendo a buscar um equilíbrio dentro de mim. =]

Beijokas querida amiga! Ótimo fim de semana pra ti viu? =*****

Endry disse...

É incrível o quanto essas ideias de perfeição fazem as nossas cabeças! Lembrei-me do livro "Feios" agora...
É difícil sobreviver a tanta coisa, sem deixar com que nada nos atinja. Mas é preciso ter consciência dessa manipulação, e tentar filtrar.

Beijinhos, adorei o post! :*

Carolzinha disse...

Ai Duda...
Lá vem você me dando sacolejadas necessárias.
O que posso dizer a não se que AMEI esse post, copiei o texto citado, imprimirei-o-o (zoando a gramatica) e fixarei no meu mural para ver se crio vergonha na cara e largo essa vida de ficar me preocupando com os numeros.
Sabe Dudinha, depois que fiz 30 anos eu sofri. Sim, sim, até pouco tempo eu ainda sofria (sofro). É que às vezes me sinto velha, tenho vontade de agarrar o tempo, congelar e ficar com 25. Eu não aparento a idade que tenho mas me dá um frio na barriga quando sou obrigada a declara-la (huahuahuahua).
E o peso então?! E o numero do manequim?? Qu $#% viu?! Acabamos nos escravizando, colocamos os numeros como grades que cerceiam nossa felicidade. Que tolice.
Fora isso a questão do "eu te amo" banalisado. Eu já vivi uma situação em que a pessoa me dizia "te amo" umas 20 vezes no dia mas as atitudes eram totalmente contrárias.
Ai, adorei o post!
Sou fã desse Chá! :o)

Ahhhhh, não sei se avisei ou se vc já viu: indiquei o Tea no BlogDay traláláááá

Beijocas

Amanda disse...

Duda, eu ando muito vaidosa, que engraçado ler esse texto agora haha Nada de enlouquecer pelo corpo perfeito, cabelo impecável e pele maravilhosa, mas se a gente se sente tão bem com o cabelo de um jeito, por que não fazer todo dia? No fim das contas, o que conta é a autoestima. Se ficar nessa paranóia de ter tudo perfeito e ficar frustrado, aí é ruim. Mas descobrir como melhorar um detalhe que estava incomodando é tão gratificante... :)

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Amiiga, lembro dessa mensagem.
E se formos nos preocupar com o que os outros e a mídia pensa, teríamos todos que ser como Barbie's e Ken's. Mas ainda bem que cada um tem sua personalidade e sabe o que é melhor pra si. E sem dúvida a saúde é mais importante.

Quanto ao dizer eu te amo... Confesso que já falei pra pessoas que não mereciam, mas como sou muito sentimental, falo o que sinto mesmo. Mas tem gente que não me arrependo e falo sempre que posso. Com o Cleiton é assim, falamos Eu te amo o tempo todo. Tá, somos casados e muitos casados acham que não é preciso dizer porque isso é óbvio. Mas toda ligação terminamos com um Eu te amo e quando eu ou ele não falamos pode saber que as coisas não estão boas rs

Mas concordo que atitudes falam por si. E eu siinto muito estar tão distante de você...

Raquel disse...

Gostei muito deste post... :)

Realmente as revistas e blogs de beleza apelam DEMASIADO ao consumismo e a valores que são demasiado frágeis e ocos!

O caminho para a felicidade NÃO É POR AÍ... Tenho MUITAS DÚVIDAS acerca de quase tudo ;) MAS disso aí eu tenho certeza ;)

Beijos da @BeingRaquel

Postar um comentário