15 janeiro 2013

Como lidar?

Não sou uma pessoa que sofre por antecipação, mas eu analiso de uma maneira bem adiantada todas as possibilidades do que pode acontecer sobre determinada situação.
O que estou analisando agora é sobre o meu velório. Calma, apesar de ser um tanto ridículo pensar sobre tal assunto, mas é algo que passou pela minha cabeça essa semana e gostaria de fazer um comentário. Vamos à situação que levou ao pensamento:

Em novembro fiz a cirurgia nos meus olhos, por mais que seja algo tranquilo e sem riscos, foram poucas as pessoas que perguntaram como foi e como estava a minha recuperação. Da minha adorável família, apenas um tio, veio me visitar (duas vezes) para saber como eu estava.
Na semana que vem, dia 25 a partir das 11 horas ficarei internada para fazer uma cirurgia no meu estômago (hérnia de hiato), apenas uma amiga perguntou se pode me visitar. Claro que no geral, não irão pedir permissão antecipadamente para me visitar... De qualquer maneira, eu tenho absoluta certeza que não receberei mais do que duas visitas, levando em consideração que uma seja a minha amiga citada anteriormente e a outra visita do meu namorado. Isso vai acontecer por que conheço os meus “amigos e familiares”.

Mas sabe? Eu não ligo! Não ligo mesmo! Mas o que me fez pensar foi o seguinte: Se “nós” que estamos sempre ocupados demais para fazer a gentileza de visitar uma pessoa VIVA então por que “perderíamos tempo” em ir ao velório da mesma? Só “curtir” no facebook algo tão desagradável já está valendo, não está? Para muitos, sim! :/

Será que isso só acontece comigo? Será que só eu que sou cercada de pessoas que moram a 3 quadras da minha casa e são incapazes de fazer uma visitinha? Será que o problema sou eu ou o facebook realmente é mais atraente do que eu? Ora, o meu sorriso é encantador e eu tenho um cheiro bom. ;)
Fico chateada com tal situação que sei que vai acontecer, não que eu fique desejando, mas vou ficar 15 dias a beira da cama, sem comer e sem visitas. Fico triste, pois, se estou viva e minhas “amigas” ignoram totalmente meus convites de almoço e com certeza não irão me visitar durante a minha recuperação cirúrgica, então, como será o meu velório?

Um vizinho faleceu repentinamente (tem poucas semanas) devido a um câncer na garganta. Ficamos sabendo depois de um tempo sobre isso e também que ninguém do bairro foi ao velório dele.
Será que a morte se torna algo tão distante assim para a maioria de  nós? Que vamos adiando, adiando e esperando que o “amanhã” chegue para realizarmos tal tarefa, visita, etc?
Poxa, eu só gostaria que uma meia dúzia (pelo menos) tenha um pouquinho de compaixão de mim. Mimimi E falar de assuntos de saúde é chato e eu nem quero! Só quero a companhia de alguém para fofocar ou jogar video-game comigo :) Quero distração da imensa fome que irei sentir :)

Eu gosto de drama ;)
Postado por Duda - @cha_para_dois às 17:01

6 comentários:

Atelier Caseiro disse...

Queridona! Não posso estar aí fisicamente, mas se ninguém aparecer aí, eu tô aqui, tá? Tô no MSN, no facebook, no email e quem sabe não chego via carteiro tb! Não espere dos outros, pq o que tu esperas, pode não vir nunca. E não é culpa tua, tenha certeza disso! És especial e talvez tão especial que bem poucos percebam, reconheçam, admitam e consigam admirar. Beijoca, Ana

Anônimo disse...

Quem sabe a forma como você trata as pessoas faz com que elas se afastem de você. Fica a dica!!! Pense nisso.

Duda - @cha_para_dois disse...

Ana, você SEMPRE é um amor! Obrigada! :*

Duda - @cha_para_dois disse...

Olá, Anônimo! Eu sou gentil com todos e trato todos com muito respeito. Acho que você não capitou a ideia do post. As pessoas não me visitam não por que não as trato bem mas sim pela facilidade que a internet nos propoem... é muito mais prático deixar um recado no facebook, do que ir para algum lugar para saber como a pessoa está. Não é mesmo?
É PRATICIDADE a questão :)

Angélica disse...

Acho que te entendo Dudinha... A internet facilita demais nossa vida ao ponto da gente esquecer que a vida real é muito além disso tudo no virtual. Senti um pouco isso quando meu pai faleceu. Nenhum amigo(a) me procurou pra saber onde seria o velório dele ou simplesmente me ligou pra transmitir solidariedade. Aliás, apenas uma amiga blogueira ligou. Mas o velório já havia acontecido. Então que no meu facebook choveu gente escrevendo pra mim, mas comparecer foi difícil. Mas não fiquei triste não. Foi um dia tão difícil e complicado que no final acabou que foi até melhor assim.

Mas olha, estarei presente em pensamento enquanto você estiver passando por esses dias entre cirurgia e pós operatório. :) E se quiser companhia virtual (já que fisicamente não poderei estar) pode me procurar viu?

Beijokas em ti lindona! =***

PriscillaClopes ♥ disse...

Quanto a isso nunca precisei me preocupar, sempre tive poucos amigos, 1, 2, 3 foi o máximo e esses sempre foram muito presentes comigo, minha familia se resume em pai, mãe e irmã, então sempre estão comigo. Sou feliz e não posso reclamar. Espero que ocorra tudo bem na sua cirurgia e que se recupere logo, Fica com Deus, beijos!

Postar um comentário