28 setembro 2011

Docinhos

Olá! Dia 26 de setembro é comemorado pela igreja Católica e no dia também 27 de setembro pelo Candomblé (segundo a Wikipédia) o dia de Cosme e Damião.
Bom, conheço pessoas que não são "religiosas" mas sabem que nesse dia as crianças ganham doces. Você já ganhou doce quando era criança nessa data? Porque eu não :( *chora*

O assunto que eu quero comentar hoje não é um assunto religioso, mas sim chamar a atenção para o ato de dar doces as crianças, por exemplo, alguns pais ensinam seus filhos a não aceitar doces de estranhos, essa "lei" não é tão comum nos dias atuais, mas com certeza você cresceu escutando essa recomendação. Não é mesmo?

Pelo que tenho observado muitos pais não se importam quando estão acompanhados de seus filhos no momento que um estranho oferece algum doce a criança. "Ahh, meu filho está comigo, então não tem problema". Será que não? O que esse ato de aceitar o que poderia gerar?Acho que estar envenenado é o menos real, porém possível, mas e se a criança não conseguir separar a diferença entre aceitar um doce quando está com seus pais e não aceitar quando está sozinha, será que ela consegue isso?

Tem também o lado, que muitos pais não ensinam nada para as crianças (...), deixam elas atoas no mundo (...), já vi pais incentivando crianças a pedirem doces por aí. Muitas pessoas pensam, - ahh é só uma criança, tó uma balinha - mas não entendem o que esse gesto pode gerar no futuro dela, ela pode aprender que pedir é mais fácil do que batalhar para ter, e exagerando (ou não) não seria mais fácil roubar do que trabalhar e comprar?

Outro ponto que podemos pensar é sobre a malícia que pode ter com essa atitude de dar doces as crianças e acreditem, tá cheio disso por aí... Eu não sei se praticamente só vejo maldade nas pessoas, mas não penso em coisa boa quando vejo essa distribuição de doces vinda de algumas pessoas, ou aqueles que no busão não dão o lugar para a Mamy e a criança sentar, mas pega a criança no colo.

Entende o que quero dizer? Será que essa atitude inicialmente inofensiva pode gerar esses e tantos outros conflitos? Ou será que só eu acho que o mundo esta "perdido"?
Postado por Duda - @cha_para_dois às 20:34

3 comentários:

Nathalia disse...

Olha Duda, tudo depende da criação mesmo, tem MUITA gente maliciosa por aí, tem que tomar cuidado mesmo, quando eu estava saindo de manhã, tinha 3 garotos que devem ter uns 13, 14 anos... eles estavam parados olhando pra mochila, eu achei que fosse doce e eles estavam contando o que tinham 'catado' por aí, mas quando passei do lado deles tava uma marola de maconha braba! E mais, eram 06:50 da manhã! Pra vc ver...
Eu vejo esse dia como uma data muito especial, eu não frequento mais a igreja (nem cato doce mais pq né, tô velha), mas acho muito bonito o ato em si, a pessoa tem que ter uma criação muito ruim pra se desviar do foco de que o doce é uma vez por ano só... Eu acho até que pode influenciar sim na cabeça de uma pessoa sem personalidade formada, mas aí é um transtorno familiar, uma falta de caráter de quem educou e tal...
Pelo menos eu espero que as crianças de hoje em dia estejam 'salvas'! rs
Beijos querida!

Endry disse...

Ai, flor, é difícil mesmo confiar nas pessoas hoje em dia... Acho que vou ser neurótica e paranoica com meus filhos, assim como minha mãe é, hahaha :)
Gostei do post!

Beijinhos, ótima quinta! :)

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Que existe pessoas maldosas por aí é verdade. Eu não sei como agiria, mas já percebo que serei super protetora quando for mãe... Desconfiarei de todo mundo haha

Mas não acho legal ficar aceitando coisas de pessoas desconhecidas... Vai saber né?! E vale o conselho: Não fale e nem aceite nada de estranhos! rs

E eu nunca ganhei doce nesse dia =/
Choro também amiga...

Beijos!

Postar um comentário