06 setembro 2011

Sapos

Olá!

Quem nunca escutou que as pessoas engordam depois que casam?


A tirinha da Pryscila tem muito bom humor, mas que leva a pontos a serem discutidos sérios. Mas hoje deixarem a estética de lado :)

Quem nunca teve que engolir algo que não gostou, não concordou... Por respeito, pela outra pessoa ser cabeça dura e não ter como conversar, por não ter saco para ficar argumentando - pois em muitos casos, não dá em nada argumentar - ... E por aí vai.
Não só em casamentos, namoros, noivados, relação de pai e filho... Mas também no trânsito, na faculdade, curso, no trabalho... etc etc...

Mas quem nunca engoliu sapo por medo? Medo de agressão física ou verbal. É cada vez mais comum brigas no trânsito, aquele colega de trabalho sacana que te prejudica e você não pode fazer nada, aquele trabalho voluntário que você vê coisas erradas, mas sabe que não adianta falar.
Em geral, acho que vale muito mais a pena ficar com a boca fechada. Quantas histórias ficamos sabendo de pessoas que não bastam mudar de emprego/faculdade/ou sei lá o que for, mas precisaram mudar de cidade para poder ter uma vida "tranquila" novamente. Tranquila em termos porque as cicatrizes do medo ficam para sempre... E muitos casos, por mais que você esteja certo e insiste em mostrar a verdade - o outro - pode não  enxergar e não concordar com você e pode ameaçar e se vingar.
Vingança esta cada vez mais em alta, basta abrir jornais, acessar sites... Ligar a TV. Tá cheio de histórias reais que parecem surreais porque ficamos bobos até que ponto o ser humano pode chegar.

Não dá para generalizar, ainda existem pessoas de bem, mas mesmo assim... Melhor tomar cuidado com o que for falar. A gente nunca sabe como o outro pode reagir, e o outro não é só o desconhecido. É o que acho, e você o que diz sobre o assunto?

Bom feriado! :)
Postado por Duda - @cha_para_dois às 14:12

7 comentários:

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Já engoli muito sapo sim. Pra manter uma boa relação com os outros - geralmente no serviço - porque depois a chata e mal humorada é você.
Mas sempre falo isso pro Cleiton, principalmente no trânsito. Morro de medo, vai que o cara é um desses loucos e violentos?

Gentileza gera gentileza.

Bom feriado ks!
=*

Patricia Costa disse...

Viver é diariamente engolir sapos... é uma dica de sobrevivência.

Bom feriado! =)

Nathalia disse...

Vixe, já engoli muito sapo, as vezes a pessoa nem violenta é, mas é um chato e vc tem que conviver... é melhor se calar pra não se estressar do que soltar tudo e depois ficar aquele clima ruim...

Beijinho!

Endry disse...

Ás vezes eu "pago caro" por não saber engolir sapos e abrir minha boca grande, principalmente na família. Estou tendo de aprender na marra, que às vezes é necessário que se feche a boca, engula o sapo e siga.
Adorei o post ^.~
Beijinhos :*

Ci disse...

Parece que hoje em dia as pessoas reagem e cometem loucuras por tão pouco...e falo especificamente do trânsito, algo que tenho vivido com meu esposo.

Antigamente, briga de trânsito era briga de trânsito, sem uma das partes fazer um pequeno gesto e a outra reagir de forma aumentada, multipla e até matar...sempre falo pro meu esposo pra relevar, deiar pra lá as barbeiragens dos outros e deixar de "levantar a mão" quando passa um doido fazendo besteira, pq a gente nunca sabe quem está no outro carro.

Já em família, não consigo dormir com o "sapo" atravessado na garganta. Dia desses fiquei bem magoada com os comentários da avó dele, sobre meu modo de cuidar da nossa filha...e falei pra ele, porque não acho justo...tudo bem, os "antigos" acham que jovem só faz bobagem e que não sabem educar e cuidar dos pequenos de hoje, mas resolvi, com jeito e delicadeza contar pra ele, mesmo porque ele me viu amoada enquanto estavamos na casa da mãe dele e não sei mentir.

Já sapos na amizade é resolvido falando, com jeito também...já os sapos maiores, quando envolve cretinice e não dá jeito de arrumar, só afastando-se educadamente da outra parte e torcer para que seja muito feliz, mas saber que aquela amizade entre as partes não vingou.

Nas três situações que usei de exemplo, Duda, acho que prevaleceu o jeitinho e a educação...e sim, o "engolir o sapo" mas de um jeito mais digesto, com mais água, masi traquejo, né?

Ás vezes tem que ser assim, pra não tornar uma situação, um momento maior do que deve ser.

Há momentos necessários para engolir sapos e momentos obrigatórios, cnosco mesmas para cuspí-lo bem longe e não nos fazer mal.

Beijos, Ci
www.douceurdemonmonde.blogspot.com

Mia - Mychelle Freiesleben disse...

Ain... Nem me fala! Ultimamente tenho engolido MUITO sapo. E o gosto nem é bom. #piadafraca

pode me chamar de Mandy :3 disse...

oi, primeira vez aqui *-* achei seu blog um encanto, lindinho meeesmo :) estou te seguindo! se quiser me fazer uma visita, ficaria mt feliz ^^

beijos :****

http://alittlebit-alice.blogspot.com/

Postar um comentário